estrategiaAuditoria de TI

A tecnologia da informação tem se tornado, cada vez mais, uma parte integral dos processos e atividades das organizações. Neste sentido, avaliar o que deverá ser auditado na organização se torna um desafio crescente, pois a auditoria interna de TI deverá considerar em sua análise todos os itens que compõem o universo de tecnologia da informação e como estes itens impactam no resultado da organização. A análise é conduzida considerando o ambiente de tecnologia da informação, seus aplicativos, sua infraestrutura, os processos da área de tecnologia que mantêm o ambiente operacional e de acordo com os requisitos de negócio estabelecidos e, além disso, como toda essa infraestrutura física e de processos suporta em maior ou menor grau os objetivos da organização. A auditoria é dividida em etapas: Na primeira, é realizado levantamento de todos os itens relevantes (Processos, Sistemas, Estrutura física e Lógica, etc) que compõem o universo de tecnologia da informação. Na segunda, as informações colhidas serão agrupadas em áreas (Sistemas, Infraestrutura, Acesso, Segurança, etc). Na terceira, é realizado estudo que busca identificar, visando sempre os objetivos da empresa, os pontos de risco mais relevantes, baseando o estudo em metodologias, frameworks e boas práticas tais como NBR, ISO, ITIL, COBIT e outras. O resultado deste trabalho é mostrar os pontos fortes e fracos da TI da empresa mostrando uma lista priorizada que irá permitir a elaboração de um plano de investimentos em Tecnologia da Informação de curto e médio prazo.

As soluções apresentadas são essênciais para manter saudável o funcionamento do parque de ti da sua empresa. Costumamos dizer que: "nem tudo que está funcionando bem está saudável". É necessário um inventário e uma auditoria para eliminar qualquer dúvida e garantir que sua ti não pare inesperadamente.

 

Gestão Desktop

O Gerenciamento é um fator importante na arquitetura da rede, pois apenas um conjunto de soluções de hardware e software por si só nada pode garantir em termos de eficiência e segurança no tráfego de informações.

Para que o sistema de uma empresa possa prover segurança e velocidade para os dados dos seus usuários é imprescindível um perfeito gerenciamento desses dados. Identificar onde e como cada dado deve ser armazenado, qual o volume de informações críticas existentes, quantos dados desprezíveis são armazenados, são questões importantes para se definirem regras de armazenamento e a necessidade ou não de expansão dos componentes de armazenamento. O maior desafio, porém, é desenvolver uma infraestrutura capaz de operar sobre os padrões abertos e independentes de plataformas de hardware de armazenamento.

Gerenciar informações de forma eficiente é um desafio encontrado por empresas de todo